Animateatro | ESTREIA “candeia acesa”
11658
post-template-default,single,single-post,postid-11658,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-3.4,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

ANIMATEATRO

ESTREIA “candeia acesa”

  |   agenda animateatro, criações, em itinerância

ESTREIA

 

  • 12, 13, 19, 20 Abril (Sextas-feiras e Sábados)
    Espaço Animateatro
    21H

 

 

“CANDEIA ACESA”
64ª criação animateatro
M14 | 70min aprox.

 

 

Sobre
Vontades que se faziam sentir num pré 25 de ABRIL… “O constante julgamento e policiamento como tique de temperamento das gentes.” Esta criação é um apelo à mudança, é um olhar sob um estado que promovia a vergonha, aumentando com isso a sensação de pequenez de um povo largado no medo. No decorrer do espetáculo, todo ele povoado de signos e músicas originais, promovemos o discernimento, o direito à escolha e à literacia. Desenhamos um povo cuja identidade se viu e ainda vê como sonhadora, persistente e estoica.

 

“Esta sede de que os versos falam…eu também a sinto.”

 

Sinopse
Uma homenagem ao fado, ao destino, como motor de renovação. Revelando a discrepância entre o rural e o citadino, entre o literato e o iliterato, entre o sonho e a realidade, propomos um encontro furtivo a um local que se promete livre, ensombrado pela opressão de um mundo que se tolhia pelo totalitarismo. Espreitamos, à luz de candeias, três vontades, ávidas de mudança.

 

Ficha Técnica e Artística
Texto/dramaturgia: Cláudio Pereira | Encenação: Cláudio Pereira | Assistência de encenação: Cláudia Palma | Coordenação/gestão do projeto: Lina Ramos | Interpretação: Cláudio Pereira, Lina Ramos e Sérgio Marcelino | Cenografia: Prisma Oficina | Figurinos: Cocriação | Grafismo: César Duarte | Fotografia: Paulo Vicente | Produção: Animateatro